EVANS-2-Corsega-1200x675

Elfyn Evans lidera o Rali da Córsega com duelos apertados

29 março 2019

Elfyn Evans venceu três das seis especiais da etapa inaugural e é o comandante da 4ª prova do WRC 2019. O piloto britânico foi a surpresa no primeiro dia de competição, contando, no entanto, com o olhar atento de Ott Tanak, que já passou pela liderança, e também de Thierry Neuville, que venceu a última especial do dia, onde Evans fez o mesmo crono de Tanak, por decisão do diretor de prova, depois do piloto do Ford ter apanhado o Toyota de Meeke em ritmo lento na especial.

Contas feitas, após seis especiais de classificação, Evans em Ford Fiesta conta apenas com 4,5 segundos de vantagem para o Toyota Yaris de Tanak e 9,8 segundos perante o Hyundai i20 de Neuville. Com três marcas diferentes no pódio, existe ainda um lote de quatro pilotos candidatos a assaltar as posições mais desejadas. Dani Sordo em Hyundai é atualmente o 4º classificado a 26,1 segundos do líder, seguido de perto pelo Ford de Teemu Suninen a 30,9 segundos, e com o campeão do mundo a colocar o Citroen C3 no 6º lugar a 36,3 segundos de diferença de Evans. Logo atrás de Ogier, estrategicamente instalado, está o outro Citroen de Esapekka Lappi a 46,3 segundos. Já muito longe, e sem qualquer veleidade de lutar por lugares de topo, está Sébastien Loeb, que hipotecou tudo logo no troço inaugural, danificando a suspensão traseira do Hyundai.

Se tudo está perfeito para Elfyn Evans, que amanhã vai ter de suportar a forte pressão de cinco candidatos à liderança, os Toyota de Latvala e Meeke já estão fora das contas, devido a diversos problemas sentidos ao longo do dia. Evans e Tanak alternaram o comando durante o dia de hoje, mas as contas mais agitadas vão ser feitas entre os três grandes candidatos ao título. Ogier, Neuville e Tanak estão em posições privilegiadas para abrir guerra a Evans, contando com as preciosas ajudas de Sordo, Suninen e Lappi, nos respetivos jogos de equipa. Na categoria WRC 2, a liderança pertence ao Volkswagen Polo GTI R5 de Eric Camilli, que conta com 20,0 segundos de vantagem para o Citroen C3 R5 de Yoann Bonato.

Patrocínios
scroll up