-DSC0164

Kalle Rovanperä chega a Portugal com 84% de eficácia

08 maio 2022

O Vodafone Rally de Portugal deverá ser um dos maiores testes ao início de época histórico do prodígio Rovanperä.

De fenómeno do YouTube com 8 anos de idade, quando guiava o carro do pai, Harri, em powerslide nos lagos gelados da Finlândia, ao momento em que se tornou o mais jovem vencedor de sempre de uma prova do WRC, com 20 anos, Kalle Rovanperä está habituado a fazer História.

O líder do Campeonato do Mundo chega ao Vodafone Rally de Portugal com a confiança em alta… e números históricos. Nas três primeiras provas da temporada, respetivamente Monte Carlo, Suécia e Croácia, Rovanperä e o navegador Jonne Halttunen, acumularam nada menos de 76 pontos, o que significa 84% dos 90 pontos disponíveis em três ralis (recorde-se que cada vitória vale 25 pontos, mais os cinco em disputa na Powerstage).

Para contextualizar, o arranque de época do jovem finlandês é o sétimo mais eficaz de sempre na história do Campeonato do Mundo de Ralis. Os donos dos outros seis melhores registos? Dois franceses de nome próprio Sébastien…

Depois de Ogier e Loeb se terem digladiado pela vitória em Monte Carlo, Rovanperä esteve praticamente perfeito na neve da Suécia e no asfalto da Croácia… onde voltou a fazer História. Aos 21 anos, o prodígio da Toyota tornou-se apenas o 13.º piloto da história do WRC a conseguir vencer em três pisos diferentes: terra, neve e asfalto.

Aprender com Ogier

O espetacular triunfo na Croácia (com uma performance épica na Power Stage) aumentou para 29 pontos a diferença para o segundo classificado do Mundial, Thierry Neuville. Contudo, a quarta prova da temporada será também um dos maiores testes até agora para Rovanperä, que terá de ‘limpar’ a estrada na primeira fase do Vodafone Rally de Portugal… uma tarefa que o seu companheiro de equipa, Ogier, conhece como poucos!

Recorrendo à sua tradicional consistência, Craig Breen chega a Portugal no terceiro lugar do campeonato, mas já a 46 pontos do líder e logo na frente do seu ilustre companheiro de ocasião na M-Sport Ford, Sébastien Loeb, embora o alsaciano esteja, naturalmente, fora da discussão do título.

Neste particular, a prova portuguesa reveste-se de particular importância para dois nomes: Ott Tänak e Elfyn Evans. O estónio da Hyundai sabe o que é vencer o Vodafone Rally de Portugal (2019), mas este ano só na Croácia esteve verdadeiramente na luta pelos lugares cimeiros, aterrando em Portugal a uns expressivos 49 pontos de Rovanperä. Evans, por outro lado, também tem sido uma semi-desilusão neste arranque de temporada, um ano onde era apontado como forte candidato ao título. Os magros 17 pontos conseguidos nas três primeiras provas colocam o galês a 59 pontos do seu jovem companheiro de equipa na Toyota. É certo que ainda faltam 10 provas para disputar, mas o galês precisa de entrar nos troços portugueses em modo de ‘maximum attack’. Porque lá na frente há um finlandês destinado a fazer História…

 

AS CONTAS DO MUNDIAL ANTES DO VODAFONE RALLY DE PORTUGAL

1º Kalle Rovanperä (Toyota Gazoo Racing WRT), 76 pontos

2º Thierry Neuville (Hyundai Shell Mobis WRT), 47

3º Craig Breen (M-Sport Ford WRT), 30

4º Sébastien Loeb (M-Sport Ford WRT), 27

4º Ott Tänak (Hyundai Shell Mobis WRT), 27

6º Katsuta Takamoto (Toyota Gazoo Racing WRT), 26

7º Gus Greensmith (M-Sport Ford WRT), 20

8º Sébastien Ogier (Toyota Gazoo Racing WRT), 19

9º Elfyn Evans (Toyota Gazoo Racing WRT), 17

10º Esapekka Lappi (Toyota Gazoo Racing WRT), 15

Patrocínios
scroll up