Neuville-cara-1200

Primeira vitória do ano para Neuville e Hyundai

26 janeiro 2020

Thierry Neuville guardou tudo para o último dia do Rali de Monte Carlo, vencendo os 4 troços e conquistando até o 5 pontos extra da Power Stage. A única coisa que a Hyundai podia fazer, depois de ter perdido Ott Tanak, era forçar a vitória no último dia da prova, ultrapassando os Toyota de Ogier e Evans. O plano acabou por ser perfeito, e Neuville conquista a sua primeira vitóri em Monte Carlo e é o primeiro líder do WRC 2020.

Quando a Toyota sonhava com a vitória em Monte Carlo, com Ogier ou com Evans, foi a Hyundai que acabou por vibrar com a fantástica prestação de Neuville, que suplantou de forma clara Sébastien Ogier, que terminou no 2º lugar a 12,6 segundos do vencedor e Elfyn Evans a terminar em 3º a 14,3 segundos do vencedor e a 1,7 segundos do seu colega de equipa. Desta vez carro novo, equipa nova, acabou por não funcionar e foi a experiência de Neuville com o Hyundai i20 WRC, que acabou por ser determinante.

Todos os pilotos do pódio passaram pela liderança do Rali de Monte Carlo, acabando por ser os protagonistas da prova inaugural do WRC, deixando demasiado longe a restante concorrência. Esapekka Lappi foi o melhor piloto da Ford, terminando no 4º lugar, mas a distantes 3m09 do vencedor, à frente de Rovanpera, o jovem piloto de 19 anos da Toyota, que acabou por se estrear com um excelente 5º lugar a 4m17,2 de Neuville. Tudo isto porque o veterano Sébastien Loeb teve graves problemas de pneus, saíu de estrada e perdeu quase um minuto para a principal concorrência.

Depois do 6º lugar de Loeb, terminou mais uma jovem promessa, o japonês Katsuta, que levou o Toyota Yaris ao 7º lugar, à frente do Ford de Suninen que conseguiu recuperar até ao 8º lugar, após problemas no inicio do rali. Na categoria R5, agora dividida em WRC 2 e WRC 3, o mais rápido foi mesmo o francês Eric Camilli que levou o Citroen C3 R5 ao 9º lugar da geral, venceu a categoria WRC 3 e até ficou à frente de outro C3 R5, o de Mads Ostberg, que foi o 10º classificado e vencedor da categoria WRC 2. Entre os R5, a Citroen colocou cinco carros nos cinco primeiros lugares.

Depois de Monte Carlo, Neuville comanda com 30 pontos, Ogier totaliza 22, Evans soma 17 pontos, seguido por Lappi com 13 e por Rovanpera com 10 pontos. Entre os conctrutores, a Hyundai comanda com 35 pontos, a Toyota tem 33 e a M-Sport Ford 20 pontos. A próxima prova do WRC 2020 é o Rali da Suécia entre 13 e 16 de fevereiro.

Patrocínios
scroll up