Kris Meeke ficou sem carro após Rally de Portugal

24 maio 2018

Kris Meeke ficou literalmente sem carro. Não apenas por o ter destruído no aparatoso acidente que sofreu no sábado, na primeira passagem pelo troço de Amarante, numa altura em que rodava em sétimo e completamente fora da luta pelo pódio na prova do Automóvel Club de Portugal.

O acidente, o nono de Meeke desde que entrou para a Citroën em 2013, formação com a qual fez 53 ralis, foi a gota de água para o diretor desportivo da formação gaulesa e nem mesmo as cinco vitórias conquistadas para a marca lhe salvaram o lugar.

“Não foi uma decisão fácil de tomar porque afeta o piloto e o navegador, mas foi tomada em grande parte por motivos de segurança que me preocupam enquanto diretor desportivo. Por isso, decidimos tomar uma medida preventiva,” disse o diretor desportivo Pierre Budar

Já a declaração da Citroën Racing foi mais direta: “Devido ao elevado número de acidentes, alguns deles particularmente fortes e que podiam ter tido consequências graves no que respeita à segurança da equipa, e também porque os riscos corridos foram injustificados, a Citroën Racing WRT decidiu terminar a participação de Kris Meeke e Paul Nagle no Campeonato do Mundo.”

Craig Breen e Mads Østberg vão pilotar os C3 WRC na Itália, com a Citroën a anunciar brevemente o alinhamento completo para o resto da temporada.

Patrocínios
scroll up