Tänak lidera e ainda é tudo possível

17 novembro 2018

Ott Tänak e Thierry Neuville não baixam os braços apesar das tarefas difíceis que cada um deles tem. O estónio da Toyota está, uma vez mais, muito forte e passou o dia ao ataque, vencendo seis das dez especiais propostas para este segundo dia de competição do Rally da Austrália. Uma prestação que lhe permitiu subir de quinto a líder claro com mais de 20 segundos de margem sobre o colega de equipa Jari-Matti Latvala.

Enquanto isso, alheio a todas as lutas que se fazem à distância à sua volta e praticamente a correr em casa, Hayden Paddon é o melhor Hyundai. Em terceiro o neozelandês pode muito bem estar a caminho de igualar o seu melhor resultado da época, o terceiro posto que conquistou no Rally da Turquia, ou até mesmo ir além disso. É que com apenas 4,4 segundos de atraso para o finlandês e com seis especiais pela frente e pouco mais de 80 km por disputar, tudo é ainda possível também neste particular.

Um pouco mais longe, e a ter de se preocupar com Esapekka Lappi, segue Mads Østberg. Líder da prova ao arranque deste segundo dia de competição, o norueguês da Citroën perdeu terreno de forma gradual devido à escolha de pneus e vê-se agora em quarto com apenas 3,8s de margem para o jovem finlandês da Toyota.

Às portas do Top 5 surge, finalmente, o Campeão do Mundo e atual líder do Campeonato, Sébastien Ogier. O francês da Ford está a levar uma prova calculada, sem correr riscos desnecessários e a controlar a posição do seu principal rival, Neuville. Contudo, e apesar de cerca de 50 segundos de vantagem que detém para o belga, um desaire, ou um furo pode inverter por completo a situação.

Atrás de Ogier surge o também piloto Ford Elfyn Evans, que roda com pouco mais de 30 segundos de vantagem sobre Neuville. O piloto da Hyundai teve um dia muito complicado, com a chuva e problemas no carro a dificultarem-lhe a vida, e muito. De tal forma que neste momento Neuville não está apenas a pensar no que tem de fazer para conquistar o título, mas também que é preciso garantir para não se deixar passar por Tänak nas contas do Campeonato.

A fechar a lista dos dez primeiros surge Teemu Suninen (Ford) e Craig Breen (Citroën).

Patrocínios
scroll up