Ogier líder, mas pouco

09 junho 2018

Numa prestação atípica, Sébastien Ogier cometeu um erro raro ao deixar o Ford Fiesta WRC ir-se a baixo na última especial da manhã, Citta di Ittiri – Coros, o que lhe poderá, muito bem, vir a sair caro. Antes do erro o Campeão do Mundo, que assumiu a liderança na sexta-feira, na SS6, contava com uns relativamente confortáveis 19,5 segundos de vantagem sobre o rival e líder do Campeonato Thierry Neuville. Contudo, após a meros 1,42 quilómetros cronometrados Ogier viu a vantagem esfumar-se quase por completo depois de registar o 12º tempo.

O francês ainda respondeu com uma vitória e dois segundos lugares nas três classificativas que se seguiram, mas nem assim conseguiu chegar minimamente perto da margem que detinha e acabou por terminar o dia com 3,9 segundos de vantagem para o belga.

Em sentido diametral oposto, e também no que é uma prestação pouco para o belga após um triunfo numa etapa do Mundial, o piloto da Hyundai teve como pior resultado o quinto registo em Coiluna – Loelle 2, ao que juntou, antes e depois, dois segundos lugares, um terceiro e duas vitórias em troços. Prestações que lhe permitiram colocar uma enorme pressão em Ogier. É sabido que o francês raramente cede em situações destas, mas depois de ter desistido no Vodafone Rally de Portugal ao optar por não entrar no último parque fechado, e após o contratempo deste sábado, quem sabe se Neuville não está prestes a encontrar a receita para quebrar o francês sob pressão.

Enquanto isso, Jari-Matti Latvala está a redimir-se do nulo no Vodafone Rally de Portugal e, já agora, dos dois abandonos nas provas que antecederam a ronda do ACP. O finlandês da Toyota está a levar a cabo um rali cauteloso, o que se está a traduzir no terceiro lugar do pódio, a 45 segundos de Neuville. De momento Latvala não pode ainda festejar dados os 5,3s de margem que detém para o colega de equipa e compatriota Esapekka Lappi, contudo, a continuar assim, pode muito bem assinar o segundo pódio do ano amanhã depois de ter sido terceiro na abertura da época no Monte Carlo.

Também sem problemas e com um rali tranquilo, está Lappi, que ocupa o quarto posto depois de grande regularidade ao longo de toda a etapa. Alias, dos quatro primeiros, o jovem finlandês é o que está sob menos pressão, não apenas por não ter nada a provar, mas acima de tudo por contar com mais de um minuto de margem para o quinto classificado Hayden Paddon. O neozelandês da Hyundai também está a tentar refazer a mão depois de ter destruído o seu i20 WRC no Vodafone Rally de Portugal.

Mads Østberg (Citroën), Craig Breen (Citroën), Jan Kopecky (Skoda), Ott Tänak (Ford), que está em Rally 2, e Martin Prokop (Ford) são os restantes nomes do Top 10.

Patrocínios
scroll up