Vini, vidi, vinci de Tanak na Argentina

29 abril 2018

Foi só quando faltavam disputar três especiais neste último dia de competição do Rally da Argentina que Ott Tänak resolveu “sair de cena” e dar aos rivais a oportunidade de triunfarem em especiais sem terem de se preocupar com o homem do Yaris WRC.

Tänak, que assumiu a liderança do rali no segundo dia e venceu, no total, dez das 18 classificativas propostas, acabou por confirmar o que tinha vaticinado após a SSS1 – que o Toyota Yaris WRC parecia ser um carro vencedor neste rali.

Enquanto isso, Thierry Neuville não desperdiçou a oportunidade de recuperar terreno a Sébastien Ogier. O belga da Hyundai tirou bom partido de um andamento mais lento do Campeão do Mundo e atual líder da classificação para garantir um confortável segundo lugar. Um resultado ao qual juntou ainda a vitórias nas duas últimas especiais, sendo a derradeira em formato de Power Stage e com os sempre bem-vindos cinco pontos extra.

Atrás dele, a fechar o pódio, ficou o colega de equipa Dani Sordo. O espanhol foi regular ao longo da prova e fundamental para a recuperação de pontos de Neuville, não tivesse ele terminado à frente de Ogier, que se ficou pelo quarto lugar.

A fechar o Top 5 ficou Andreas Mikkelsen que desta forma fez com que fossem três os Hyundai nas cinco primeiras posições. Elfyn Evans (Ford) foi sexto, com Kris Meeke a ser o melhor representante da Citroën em sétimo e com Esapekka Lappi (Toyota), Teemu Suninen (Ford) e Pontus Tidemand (Skoda) a fecharem a lista dos dez primeiros.

Patrocínios
scroll up