Neuville fecha ano com vitória na Austrália

19 novembro 2017
O piloto belga da Hyundai acabou por confirmar o 2º lugar no WRC 2017 após excelente vitória na Austrália. A derradeira prova do ano acabou mesmo por ser dominada pela Hyundai, que para além de colocar dois i20 WRC no pódio, esteve sempre no comando do rali. Andreas Mikkelsen dominou por completo a primeira metade da prova, até ter destruído dois pneus do i20 na 10ª especial, e a partir daí o comando pertenceu sempre a Thierry Neuville até final.
Quem esteve sempre atento ao domínio da Hyundai foi Jari-Matti Latvala que foi obrigado a abandonar na Power Stage, o derradeiro troço do rali, após um ligeiro toque que colocou o Toyota Yaris WRC fora de estrada, quando parecia já ter garantido a 2ª posição. Quem herdou esse lugar foi outro dos pilotos que tentou estar sempre perto dos lugares da frente. Ott Tanak acabou em 2º lugar a 22,5 segundos de Neuville, acabando por ser o 3º classificado no WRC 2017. Para sublinhar o domínio da Hyundai e subir ao pódio na Austrália, Hayden Paddon acabou em 3º lugar a 59,1 segundos do vencedor.
Já a alguma distância, o campeão do mundo Sébastien Ogier viria a terminar a prova no 4º lugar a 2m27,7, seguido por Elfyn Evans a 3m05,6, ambos em Ford Fiesta WRC. Devido ao azar de Latvalla no derradeiro troço, Esapekka Lappi acabou por ser o melhor piloto Toyota em prova, terminando na 6ª posição a 3m49,5 do vencedor. O melhor Citroen foi mesmo o de Kris Meeke, depois do acidente de Lefebvre, que apesar do toque do C3 viria a terminar no 7º lugar, mas já a 22m58,4 de Neuville. Na Power Stage o mais rápido foi Ogier, seguido por Tanak, Lappi, Mikkelsen e Meeke. Uma vitória bem estruturada para Thierry Neuville e um domínio total da Hyundai que, para além de ter estado sempre na liderança da prova, coloca dois carros no pódio.

O piloto belga da Hyundai acabou por confirmar o 2º lugar no WRC 2017 após excelente vitória na Austrália. A derradeira prova do ano acabou mesmo por ser dominada pela Hyundai, que para além de colocar dois i20 WRC no pódio, esteve sempre no comando do rali. Andreas Mikkelsen dominou por completo a primeira metade da prova, até ter destruído dois pneus do i20 na 10ª especial, e a partir daí o comando pertenceu sempre a Thierry Neuville até final.

Quem esteve sempre atento ao domínio da Hyundai foi Jari-Matti Latvala que foi obrigado a abandonar na Power Stage, o derradeiro troço do rali, após um ligeiro toque que colocou o Toyota Yaris WRC fora de estrada, quando parecia já ter garantido a 2ª posição. Quem herdou esse lugar foi outro dos pilotos que tentou estar sempre perto dos lugares da frente. Ott Tanak acabou em 2º lugar a 22,5 segundos de Neuville, acabando por ser o 3º classificado no WRC 2017. Para sublinhar o domínio da Hyundai e subir ao pódio na Austrália, Hayden Paddon acabou em 3º lugar a 59,1 segundos do vencedor.

Já a alguma distância, o campeão do mundo Sébastien Ogier viria a terminar a prova no 4º lugar a 2m27,7, seguido por Elfyn Evans a 3m05,6, ambos em Ford Fiesta WRC. Devido ao azar de Latvalla no derradeiro troço, Esapekka Lappi acabou por ser o melhor piloto Toyota em prova, terminando na 6ª posição a 3m49,5 do vencedor. O melhor Citroen foi mesmo o de Kris Meeke, depois do acidente de Lefebvre, que apesar do toque do C3 viria a terminar no 7º lugar, mas já a 22m58,4 de Neuville. Na Power Stage o mais rápido foi Ogier, seguido por Tanak, Lappi, Mikkelsen e Meeke. Uma vitória bem estruturada para Thierry Neuville e um domínio total da Hyundai que, para além de ter estado sempre na liderança da prova, coloca dois carros no pódio.

Patrocínios
scroll up