Stage Flash - SS7 Ponte de Lima 2

19 maio 2017

Carro nº 1, Ogier/Ingrassia
“O piso estava muito duro, mas estou contente pela forma como me decorreu este dia sem cometer erros. Amanhã terei de atacar forte e ver quem estará à nossa frente”. 

Carro nº 2, Tanak/Molder
“Não foi problema nosso. Tivemos alguns problemas no troço anterior e por isso não foi fácil disputar este”. 

Carro nº 3, Evans/Barritt
“Podia ter sido muito pior, mas esta ronda correu bem. Os pneus foram sujeitos a um grande esforço. Faltou-me tração nas zonas com mais areia”. 

Carro nº 4, Paddon/Marshall
“O carro parou logo na partida. Fizemos o possível para o colocar em funcionamento, verificando todos os fios, mas o problema elétrico era intermitente, acabando por arruinar a nossa prova. Depois do tempo perdido hoje [cerca de 11 minutos] amanhã aproveitaremos para testar. Não consigo ter um pouco de sorte”. 

Carro nº 5, Neuville/Gilsoul
“Fiquei preso atrás do Latvala durante 5 quilómetros. Nem sei como ele, tão lento, tentou continuar. Não entendo mesmo… Claro que perdi bastante tempo com isso”. 

Carro nº 6, Sordo/Marti
“Foi um pouco assustador com os pneus nesta classificativa. Tentei andar o melhor possível e fazer trajetórias limpas, mas não se revelou fácil. Era um dia muito importante, mas não fui muito feliz”. 

Carro nº 7, Meeke/Nagle
Problemas de suspensão levaram-no a parar na classificativa. 

Carro nº 8, Breen/Martin
“Partiu-se um amortecedor dianteiro do lado direito ao fim de três ou quatro quilómetros. Foi uma chatice, porque o carro estava bom. Mas acredito que amanhã vai ser um dia positivo”. 

Carro nº 9, Lefebvre/Moreau
“Tivemos problemas de diferencial. Veremos o que é possível fazer amanhã". 

Carro nº 10, Latvala/Anttila
“No início da classificativa o carro não parou, mas depois começou a falhar, foi muito estranho. Depois toquei numa barreira e o carro capotou. A partir daí segui em ritmo lento até ao fim”. 

Carro nº 11, Hanninen/Lindstrom
“O piso estava um pouco duro, mas está tudo bem. Os pneus ficaram um pouco danificados. Vi o Paddon e o Meeke parados no troço. Esta ronde foi melhor que a anterior". 

Carro nº 12, Lappi/Ferm
“Tudo em ordem. Procurei poupar a mecânica, face à dureza do piso. Sei que alguns tiveram mais problemas do que nós. Fiquei surpreendido pela velocidade e o ritmo de alguns pilotos”. 

Carro nº 14, Ostberg/Floene
“Tudo ok. Tal como eu disse de manhã, não é divertido quando se faz a classificativa sem estar a discutir os primeiros lugares”. 

Carro nº 15, Al Qassimi/Patterson
“Havia muitos traçados na classificativa e foi difícil manter o carro na Estrada. Não estou contente, mas é duro ver outros carros parados”. 

Carro nº 21, Prokop/Tománek
“A manhã foi boa, mas agora foi terrível. Estava com receio de furarmos na última classificativa, na qual era impossível desfrutar do seu traçado. Algumas onas eram piores que as do Dakar em termos de dureza para o carro”. 

Carro nº 31, Mikkelsen/Synnevaag
“Foi muito difícil e complicado, incljusive para os pneus. Sentia a traseira a fugir, mas talvez isso se devesse à minha condução. Tentei, acima de tudo, evitar as pedras e passar na parte limpa da classsificativa.”. 

Carro nº 32, Tidemand/Andersson
“Apesar da dureza, tentei impor um bom ritmo, evitando bater nas pedras grandes. Estou contente por estar aqui e amanhã teremos um longo dia pela frente, tal como no domingo ”.

Carro nº 33, Camili/Veillas
“Fiquei sem direção assistida na primeira classificativa desta tarde. Foi uma catástrofe. Eu gosto deste rali, mas creio que ele não gosta de mim…”. 

Carro nº 34, Suninen/Markkula
“A classificativa estava realmente com o piso bastante duro, o que complicava a tarefa de quem pretendesse andar depressa”. 

Carro nº 35, Bergkvist/Sjoberg
“Sofremos um furo ao terceiro quilómetro. Não foi nada bom para nós…” 

Carro nº 39, Tempestini/Bernacchini
“O piso estava muito duro e, por isso, decidimos ir com cautelas. Seria bom terminar o primeiro dia. Poderíamos ser mais rápidos, mas é melhor começar com precaução e ir conhecendo os limites do carro degrau por degrau”. 

Carro nº 40, Heller/Olmos
“Duro, muito duro mesmo. Tivemos um furo e isso fez-nos perder dois minutos. Agora, só queremos ir para Braga diverter-nos. Será bom”. 

Carro nº 41, Gilbert/Jamoul
“Foi uma ronde difícil, mas chegámos cá sem problemas. Vamos olhar para o caro com atenção na assistência”. 

Carro nº 51, Ptaszek/Szczepaniak
“Não tem sido fácil para nós e ainda há tantos quilómetros para fazer. Não conseguimos um bom ritmo para estas condições, pois as estradas são perigosas. Conduzi tipo cobra, porque não se podia tocar em nada”. 

Patrocínios
scroll up