Volkswagen deixa Mundial de Ralis em 2017

02 novembro 2016

Depois de ter negado os rumores que vieram a público desde o fim-de-semana, a Volkswagen acabou hoje por confirmar aquilo que muita imprensa especializada a nível mundial dava como certo: a saída do Campeonato do Mundo de Ralis.

A confirmação surgiu através de um comunicado de imprensa em que é dado a conhecer um “realinhamento do programa de desporto motorizado.”

“A partir de 2017 a Volkswagen vai focar-se em novas tecnologias e desporto cliente. O compromisso com o Campeonato do Mundo de Ralis FIA termina após históricos quatro anos de sucesso,” lê-se na comunicação hoje divulgada mundialmente pela casa de Wolfsburg.

“A Volkswagen está perante desafios enormes. Com a cada vez mais próxima expansão da eletrificação da nossa gama de veículos, temos de concentrar todos os nossos esforços em importantes tecnologias do futuro. Excedemos largamente os nossos objetivos desportivos no WRC, agora estamos a realinhar a Volkswagen Motorsport e a concentrarmo-nos mais na tecnologia do veículo do futuro mais para o centro das nossas atenções,” explicou Franl Welsch, membro da Administração de Desenvolvimento Técnico, aos cerca de 200 funcionários do departamento de competição da marca, em Hanover.

“Ao mesmo tempo, a Volkswagen vai concentrar-se mais na opção cliente. Além do Golf GTI TCR, nas pistas, e do Beetle GRC, no rallycross, vamos também oferecer aos clientes produtos de topo e vamos desenvolver o novo Polo em concordância com as regras R5,” adiantou o responsável, que garantiu também “a manutenção dos postos de trabalho de todos os funcionários da Volkswagen Motorsport.”

Com esta decisão, o já tetra Campeão do Mundo de Ralis, Sébastien Ogier e os colegas de equipa Jari-Matti Latvala e Andreas Mikkelsen, bem como os respetivos navegadores Julien Ingrassia, Mikka Anttila e Andreas Jæger, estão agora no mercado, disponíveis para serem contratados por qualquer uma das marcas do Mundial.

Patrocínios
scroll up